Google drive cheio Como resolver.







Como vender meu artesanato pela internet? (Guia completo)





 Como ofereço meu artesanato para venda online?


Neste artigo, você terá um guia completo sobre como vender artesanato online, desde dicas de como vender produtos até a melhor forma de economizar nos custos de envio. Verificado!


Fazer artesanato para venda tornou-se um negócio lucrativo para um número cada vez maior de pessoas. Levantamento do IBGE de 2017 constatou que existem cerca de 10 milhões de artesãos no Brasil, que juntos vendem mais de 50 bilhões de reais!


Foto: Freepik


O Sebrae fez um levantamento do setor e encontrou alguns dados muito importantes sobre quem vive do artesanato. Segundo a fundação, 77% dos artesãos brasileiros são mulheres e 23% são homens. Além disso, 80% delas têm mais de 40 anos e 34% delas contam com a ajuda de familiares para criar e comercializar seus produtos.


Outra informação importante que Sabrae apurou é que 60% dos artesãos pesquisados ​​afirmam que fazer artesanato para venda é sua principal ocupação e principal fonte de renda, enquanto outros 40% afirmam que essa atividade é uma renda adicional.


Roupas de cama, mesa e banho, bijuterias, acessórios, utensílios de cozinha, bonecos, bolsas e malas juntas representam 60% do artesanato produzido e comercializado no Brasil. Além disso, 64% dos profissionais afirmam utilizar a Internet como principal canal de comunicação e comercialização de seus produtos.


Mas como você pode vender seus artesanatos online de uma forma mais profissional? Como criar uma loja virtual e encontrar frete mais barato pode melhorar o artesanato e torná-lo mais profissional? Então você entenderá as respostas para esses e muitos outros tópicos. Vamos lá?



Venda de artesanato online: escolhendo um canal de vendas

Quando um artesão decide vender seu artesanato online, uma das primeiras escolhas que ele precisa fazer é sobre os canais de venda. Ele pode começar criando um perfil em uma rede social como o Instagram, ou escolher uma plataforma de e-commerce ou martekplace para abrir sua loja online de forma mais profissional. Quais são as vantagens e desvantagens dessas opções?


Abra uma loja de bricolagem no Instagram

Criar um perfil no Instagram para vender artesanato é o caminho mais fácil para a maioria dos artesãos online. Além da facilidade de uso, o Instagram tem a vantagem de ser gratuito e permitir a interação direta entre o mestre e os consumidores interessados.


Além disso, a rede social evoluiu nos últimos anos e criou uma série de ferramentas para que pequenos empreendedores possam transformar seus perfis em um verdadeiro e-commerce.


Apesar disso, a rede social é limitada em alguns aspectos, por exemplo, integração com meios de pagamento e plataformas de entrega.


Outra questão importante é o alcance do varejista. O primeiro desafio nesse sentido é conseguir seguidores. Em segundo lugar, o Instagram mostra postagens apenas para uma pequena parte das pessoas que seguem o perfil, o que muitas vezes impede o vendedor de apresentar seus produtos a um público mais amplo.


Há muitas coisas que você pode fazer para reduzir isso, incluindo a criação de anúncios patrocinados para alcançar mais pessoas e a criação constante de conteúdo para manter seu público envolvido. Independentemente disso, conforme as vendas aumentam, o varejista pode começar a pular a automação de certos processos, economizando tempo para fabricar novas peças.


Ao pensar em crescer um negócio, é importante que o artesão esteja aberto à possibilidade de construir uma loja profissional em uma plataforma de e-commerce.


Use o WhatsApp para vender artesanato

O WhatsApp é mais um canal de vendas que pode mudar a vida de um vendedor, principalmente se ele estiver vendendo nas redes sociais. Com essa ferramenta de comunicação instantânea, você pode falar diretamente com os compradores para tirar dúvidas, visualizar imagens e vídeos dos produtos e até fazer pagamentos pelo WhatsApp Pay.


Por exemplo, se um varejista começar a postar artesanato para venda no Instagram, ele pode registrar o WhatsApp em seu perfil de loja e permitir que os usuários enviem mensagens. Esta é uma oportunidade interessante porque dá ao varejista a oportunidade de impressionar o potencial comprador e mostrar os detalhes de seu produto, o que aumenta as chances de venda. Algumas das ferramentas disponíveis permitem a criação de links personalizados, como o gerador de links WhatsApp da Cloudshop.


As redes sociais podem ser bons canais para quem pretende começar a vender artesanato online. 


Abra uma loja online em uma plataforma de comércio eletrônico

As plataformas de comércio eletrônico são opções para empreendedores que buscam vender seu artesanato de forma mais profissional. Isso ocorre porque eles permitem que o processador crie seu próprio site, exiba produtos, crie páginas para cada um e automatize vários processos de gerenciamento, como pedidos, contas de envio e pagamentos.


Além disso, quando uma loja online está no ar, o artesão pode aparecer nas buscas do Google, o que aumenta suas chances de atrair clientes.


O principal aspecto das plataformas de comércio eletrônico é que elas têm valor a ser considerado. Alguns não cobram mensalidade, mas cobram apenas uma porcentagem de cada venda realizada, enquanto outros cobram uma comissão de vendas e uma taxa fixa pelo uso da estrutura da plataforma.


Se um empresário deseja vender produtos artesanais online, mas ainda não tem um cliente ou presença digital, a opção de abrir uma loja virtual por meio de uma plataforma de e-commerce pode não parecer lucrativa a princípio. Ele precisa avaliar o momento presente de seu trabalho e as expectativas futuras, bem como onde espera estar no futuro.


Plataformas de negociação

Os mercados são centros comerciais virtuais. O varejista cria um perfil nessas plataformas e passa a aproveitar a estrutura proposta, oferecendo e vendendo seus produtos para um público que tende a ser bastante grande. Amazon, B2W, Via Varejo e Magazine Luiza são exemplos dos principais mercados brasileiros.


Para quem pretende vender artesanato online, existem feiras especializadas nesta área, como a Elo7, por exemplo, para venda de artesanato.


O modelo de cobrança do marketplace é semelhante ao das plataformas de e-commerce: tem quem não cobra mensalidade e quem não. Em ambos os casos, o vendedor paga um percentual por cada venda realizada, que depende do tipo de produto.


Como vender artesanato online: dicas para desenvolver um negócio

Depois de escolher um canal de vendas para mostrar seus produtos, é hora de prestar atenção a alguns detalhes importantes sobre como revelá-los. Uma vez que a Internet é um lugar onde o comprador não pode tocar nas mercadorias, é importante que o vendedor forneça o máximo de informações (textuais e visuais) possível, especificamente para que o comprador possa ser persuadido a fechar a transação.


Aqui estão algumas dicas básicas para vender artesanato online:


Aproveite ao máximo suas fotos

O fator visual é talvez o mais importante quando se trata de projetos artesanais. As pessoas compram artesanato porque visualmente atraem a atenção e criam apelo estético ao forçar a pessoa a entrar em contato com o produto.


Ao oferecer artesanato para venda online, o lojista deve tentar suprir a falta de contato físico entre o cliente e o produto. Gosta? Por meio de fotos e vídeos.


Hoje em dia, quase todos os modelos de smartphones possuem boas câmeras, que, em condições de luz ambiente favoráveis, permitem tirar lindas fotos. Porém, o que importa aqui não é a qualidade da câmera, mas a criatividade do empresário.


Ao criar as fotos de seus produtos, o artesão deve criar cenários que mostrem a beleza das peças, por exemplo, na decoração da casa. O conselho é sempre muito importante: lembre-se do público-alvo do seu negócio. Com essas informações claras, você pode ter imagens e textos que falam melhor aos clientes que deseja atrair.


Existem muitas dicas de fotografia de comércio eletrônico sobre como tirar boas fotos para vender produtos na internet. Leia com atenção, seja criativo!


Descrição dos Produtos

Não importa se um vendedor irá listar seus itens à venda em uma plataforma de e-commerce, marketplace ou Instagram, é importante pensar na descrição do produto!


Esta descrição deve indicar o material usado na peça, suas dimensões, dados de uso, etc. Também digno de nota é uma breve história do mestre por trás desta peça. Exemplo:


“Vaso de cerâmica castanho e pintado à mão. Perfeito para decorar espaços como salas e escritórios. O produto foi criado pela artesã Anna Montero, que há mais de 5 anos realiza vasos à mão.


  • Largura: 20 cm.
  • Altura: 50 cm.
  • Comprimento: 32 cm.
  • Peso: 1 kg


Uma descrição detalhada acompanhada de boas fotos permite ao comprador fechar a compra com mais confiança.


A última dica neste tópico é escolher cuidadosamente o título para registrar seu produto. Pensando nisso, tente se colocar no lugar do seu público e pergunte-se: "Que palavras um consumidor pode usar para encontrar um produto semelhante a outro na Internet?"


Para ajudá-lo a entender melhor o tópico e aprender conceitos como palavras-chave e SEO de comércio eletrônico, recomendamos que você leia nosso artigo Como escrever a descrição perfeita do produto com dicas sobre a escolha de um título e a descrição de produtos. Objetos no armazenamento padrão.


Filmar o processo de fazer artesanatos e publicá-los online em sua loja pode ser divertido de se aproximar do público. 


Invista em publicidade

Uma maneira econômica e eficaz de atrair mais clientes para sua loja online é investir em publicidade. Ferramentas como Facebook, Instagram Ads Manager e Google Ads permitem que um comerciante defina um orçamento para anúncios pagos e direcionados a serem exibidos para pessoas que fazem parte do público-alvo da empresa.


Investir em mídia paga pode ajudar os artesãos on-line a se destacarem, especialmente se o negócio for novo e precisar atrair clientes. A propósito, isso nos leva à nossa próxima dica.


Construa a credibilidade da sua loja

Um dos maiores desafios para quem vende artesanato online é conquistar a confiança do público, principalmente no início. Nesse sentido, o empresário precisa trabalhar para fortalecer a força de seu negócio no mundo digital, para mostrar a todos que a loja é confiável e a mercadoria de alta qualidade.


Há muitas maneiras de fazer isso, mas vale a pena focar em duas que são fáceis de implementar e geram bons resultados: mostre sua cara e compartilhe comentários positivos de clientes.


Mostre sua cara onde? Nas histórias do Instagram ou do Facebook da sua loja, nas postagens do seu perfil, nas páginas "Sobre mim" ou "Sobre nós" da sua loja, etc. As pessoas compram de outras pessoas. Portanto, quando os compradores veem uma pessoa real por trás da marca, eles desenvolvem um vínculo de confiança e constroem a reputação da loja. então vamos! Quanto mais aparecia, mais fácil era se livrar da vergonha.


Outra dica importante é compartilhar avaliações positivas de clientes em sua loja online e nas redes sociais. Se você estiver tendo problemas para obter feedback, entre em contato com alguns clientes e convide-os a compartilhar suas opiniões sobre produtos, entregas e serviços. Peça permissão a essas pessoas e compartilhe esses comentários.


Em marketing, chamamos esse processo de prova social, ou seja, mostrar ao público que outras pessoas já usaram e aprovaram o produto ou serviço e, portanto, são confiáveis.


Quando tiver um tempinho, vale a pena assistir a nossa transmissão ao vivo com a empreendedora Charlene Martins, dona da Sell More Your Craft e criadora do Sell More Your Craft. Ele oferece dicas sobre como vender artesanato online, como superar a timidez e como promover sua loja online. Veja o que:


Vendendo Artesanato Online: Oferecendo Opções de Pagamento

Uma questão importante para quem vai vender artesanato pela Internet é oferecer ao comprador diferentes formas de pagamento. Isso facilita a vida do consumidor e, com isso, aumenta as vendas.


Quem abre uma loja virtual por meio de uma plataforma de e-commerce ou marketplace geralmente tem acesso a formas básicas de pagamento, como crédito, débito e recibos bancários. Uma dica para quem está escolhendo o canal perfeito para abrir sua loja é verificar se a plataforma oferece a opção de pagamento com Pix. Essa nova forma de pagamento, criada pelo Banco Central, se tornou muito popular e beneficia tanto o comprador quanto o vendedor, que recebem o valor em dia.


Para artesãos que vendem via Instagram ou outras redes sociais, pagar via Pix também é prático e benéfico.


Em qualquer caso, deixe os métodos de pagamento aceitos por sua loja online (incluindo marcas de cartão) em destaque em seu site. Isso evita que o comprador passe por todas as etapas da compra e não consiga concluir o pedido, encontrando uma forma de pagamento inaceitável.


Artesanato à venda: embalagem elegante

Vender artesanato online é um negócio complicado quando se trata de embalar itens para envio. Por serem produtos muitas vezes frágeis, é importante ter cuidado redobrado com a embalagem para garantir que o item chegue ao destinatário em perfeitas condições.


Portanto, escolha uma embalagem que contenha o objeto sem deixar muito espaço para evitar que ele caia dentro da embalagem. Embrulhe o produto em jornal, plástico bolha ou outro material de proteção e preencha o espaço restante na caixa com papel, bio-embalagem, espuma ou outros materiais usados ​​para esse fim. Por fim, indique na embalagem que se trata de um produto frágil.


Além dos aspectos de segurança e proteção das instalações, o momento em que um produto é embalado pode ser uma oportunidade para o varejista surpreender o cliente. Gosta? Faça as pequenas coisas que encurtam o tempo de descompactação, também conhecido como processo de descompactação.


Presente, ticket manuscrito, voucher de desconto na próxima compra, embalagem especial e personalizada ... São muitas opções que deixarão o cliente mais feliz e com maior probabilidade de comprar em sua loja e recomendar produtos para sua rede.


Você também pode encontrar informações sobre este artigo no vídeo que postamos em nosso canal no Youtube. Aproveite e descubra nosso canal! Lá você terá dicas de todo o mundo do e-commerce, além de guias sobre a melhor forma de aproveitar o melhor serviço de remessas!


Gestão de Logística: Como Economizar Custos de Frete na Venda de Artesanato Online

De acordo com Moosend, 60% do abandono de compras online deve-se aos custos de envio. Aqueles que procuram vender artesanato online precisam entender que os custos de envio têm um grande impacto nas vendas.


Medidas como frete grátis ou entrega fixa em determinadas regiões ajudam a aumentar as vendas, mas devem ser usadas com cautela para não prejudicar a saúde financeira da empresa, principalmente se ela estiver apenas começando.


Como oferecer aos clientes frete mais barata sem criar um problema comercial com os custos de envio? Simplesmente usando o melhor frete para você!


Para te ajudar fizemos uma lista com 43 empresas de transporte e logística que podem ajudar no seu negócio de e-commerce.


Isso é importante porque, muitas vezes, o principal desafio para um cliente é fazer o pedido o mais rápido possível. A consultoria americana PwC confirmou esse comportamento em uma pesquisa que mostrou que 40% dos consumidores pesquisados ​​estão dispostos a pagar um pouco mais para receber seus pedidos o mais rápido possível.


Empresas de logística e transporte

Transportadoras, transporte e logística são essenciais para um bom desempenho no mercado de varejo, principalmente no e-commerce. Qualidade e pontualidade na entrega são essenciais para a satisfação do cliente. A eficiência logística é um dos principais requisitos ao vender em pregões.


De acordo com um estudo brasileiro de logística de comércio eletrônico da Abcomm de 2017, 80,9% dos lojistas usam os correios para fazer entregas. No entanto, com o recente aumento no custo do transporte de mercadorias operado pela estatal - um aumento entre 8% e 51% - muitos lojistas começaram a buscar novas alternativas para o transporte de mercadorias.


Diante desse cenário, preparamos uma lista completa em ordem alfabética de 43 empresas de mudanças e logística que atendem a negócios de e-commerce. Ao final desta postagem, destacamos várias alternativas que oferecem mais serviços locais que também podem ser boas opções para o seu negócio. Descubra e entenda como melhorar o controle logístico da sua empresa!


Dica: Estude antes de fechar um contrato de frete. Fale com várias transportadoras, para escolher a mais rentável - tanto em termos de preço quanto em termos de prazo de entrega.


  • Andorinha Express
  • Arena Cargo
  • ASAP Log
  • Ativa Logística
  • Atlas Transportes
  • Atual Cargas
  • Azul Cargo Express
  • B2Log
  • Braspress
  • Danlex
  • Diálogo
  • DHL Express
  • DLog
  • Direct
  • Favorita Transportes
  • FedEx | Rapidão Cometa
  • Gollog
  • Jadlog
  • Jamef
  • Lafe Transportes
  • LATAM Cargo
  • Luft Logistics
  • MTLog
  • MFT Express
  • Na Hora Transporte
  • Plimor
  • ProntCargo
  • Rede Express
  • Reunidas
  • RTE Rodonaves
  • Speed Log Express
  • Soulog
  • TNT Express
  • Total Express
  • Transfolha
  • TransOcidente


Empresas de logística alternativa

Algumas das opções abaixo oferecem serviços menos abrangentes que podem ser muito benéficos para o seu negócio. Além disso, representam soluções logísticas diferenciadas e inovadoras.


Muitos deles já são utilizados na logística de e-commerce porque possuem um ambiente competitivo que torna os parceiros mais econômicos e flexíveis. Verificação:


  • Aftersale
  • Carriers
  • Frete Rápido
  • Intelipost
  • Loggi
  • Mandaê
  • Transmoto Logística

Estas plataforma tornam a vida muito mais fácil para pequenos varejistas, melhorando a gestão logística de seus negócios e ajudando-os a economizar tempo e focar em fazer artesanato para venda online. 


Tags: como vender on-line, como vender Artesanato online, vender Artesanato na internet, vendas online









Postar um comentário











© Ver e Fazer. All rights reserved. Developed by Jago Desain