Google drive cheio Como resolver.







Dicas de Marketing para pequenas empresas que você precisa saber





 Marketing para pequenas empresas: orientações passo a passo que cabe no seu orçamento



Dicas de marketing para pequenas empresas


Se você está procurando ideias de marketing para pequenas empresas que se encaixem no seu orçamento, você encontrou o artigo certo.



A única diferença entre o marketing de pequenas e médias empresas e o marketing de grandes empresas é o orçamento e o tamanho do público, porque as estratégias são muito semelhantes.


Basicamente, você precisará criar conteúdo e ações para promover o seu negócio, visando o público certo e utilizando os canais mais eficazes.


Com a Internet, essa tarefa se tornou muito mais fácil e acessível, como você vai descobrir agora.


Quer aprender tudo sobre marketing para pequenas empresas e criar um plano do zero? Portanto, leia até o final e coloque as dicas em prática.


O marketing para pequenas empresas é caro?

Ao contrário do senso comum, o marketing de pequenas empresas não precisa ser caro.


Na verdade, existem estratégias de marketing adaptadas ao seu orçamento, independentemente do tamanho da sua empresa.


Boas campanhas publicitárias e promoções certamente trazem muito dinheiro, mas você pode obter ótimos resultados com apenas um pequeno investimento. Afinal, o orçamento de marketing é proporcional à realidade financeira da empresa, e como você investe é mais importante do que o valor.



Com as estratégias certas e decisões inteligentes, você pode alcançar mais pessoas do que pensa e causar um grande impacto gastando o mínimo possível.


De acordo com o CMO Spending Survey 2016-2017, da consultoria Gartner, o orçamento médio da área de marketing em 2017 foi de 12% do faturamento da empresa.


Para as pequenas empresas, a média foi de 10% da receita anual na comparação.


Esse pode ser um bom ponto de partida para calcular seu orçamento de marketing com base nos resultados financeiros.


O marketing é necessário para pequenas empresas?

Sim, com certeza: o marketing de pequenas empresas é essencial para o crescimento e a prosperidade de qualquer setor.


Pense no marketing como o elo entre a sua oferta e o mercado, permitindo-lhe ligar os consumidores aos seus produtos e / ou serviços.


Todas as informações de marketing, distribuição e promoção de seus produtos são baseadas em marketing, bem como em resultados de vendas e relacionamento com o cliente.


Além disso, não adianta ter uma ótima solução se você não sabe como colocá-la no mercado, atingir seu público-alvo e se destacar da concorrência.


Além da clareza, é o marketing para pequenas empresas que mostra o seu valor no mercado e torna a sua marca única, digna da atenção e das preferências do consumidor.



5 erros no marketing de pequenas empresas

Antes de entendermos o que funciona no marketing de pequenas empresas, vamos descobrir os erros mais comuns que os empreendedores cometem.


Descubra o que evitar e por quê:


1. Falta de um plano de marketing

Um dos maiores erros de marketing das pequenas empresas é investir por engano em anúncios e campanhas sem planejar com antecedência.


Muitas vezes, os empreendedores escolhem alguma mídia que pareça interessante e que prometa aparecer, e então compram o espaço sem se preocupar com o objetivo, conteúdo, público, tempo de distribuição e outros aspectos importantes.


Via de regra, essas ações são sutis e quase não trazem resultados, uma vez que não fazem parte de um plano de marketing organizado (voltaremos a isso mais tarde).


2. Todos investiram na mesma estratégia.

Outro erro comum que os pequenos empreendedores cometem é direcionar todo o seu orçamento de marketing para uma única estratégia, mídia ou meio.


Eles acreditam que, ao focar no orçamento, aumentam a eficácia do marketing por meio de ações mais amplas.



No entanto, é fundamental diversificar as estratégias e testar muitas abordagens diferentes, especialmente para pequenas empresas.


3. Faça do Facebook uma prioridade e esqueça a localização.

Erro comum em pequenas empresas: priorizar a página do Facebook e deixar o site da empresa de lado.


Como a rede social dá bons resultados e atinge muita gente, você precisa de um espaço próprio na Internet, onde qualquer usuário possa encontrar todas as informações sobre o seu negócio.


Isso ocorre porque nem todo mundo usa o Facebook e você não pode confiar apenas em terceiros para promover seus produtos e serviços.

Além disso, você precisa de um site atualizado e otimizado para criar conteúdo e envolver os visitantes no marketing de mecanismo de pesquisa (veremos mais detalhes posteriormente).


4. Não avaliando os resultados

Investir em marketing e não medir resultados é um grande erro para qualquer empresa.


No final do dia, você saberá se vale a pena com métricas de desempenho que mostram se os objetivos planejados foram alcançados ou não.


O mais importante é o ROI (retorno sobre o investimento), que mede o lucro financeiro em relação ao custo, mas existem muitas métricas que ajudam a determinar se uma estratégia está valendo a pena.


5. Ignore a competição.

As pequenas empresas costumam ignorar a eficácia do benchmarking, que é uma comparação com as estratégias e práticas dos concorrentes.


Se você quiser saber o que funciona em seu setor, precisa dar uma olhada no que seus concorrentes estão fazendo em marketing.


Dessa forma, você terá diretrizes para ajudá-lo a construir seu próprio plano e ir além dele.


5 sucessos em marketing para pequenas empresas

Agora que você conhece os erros a evitar, vamos passar ao marketing para pequenas empresas.


Siga os bons exemplos abaixo.


1. Segmente o público-alvo certo.

As pequenas empresas nem sempre conhecem bem os seus clientes, especialmente quando começam um negócio.


Mas aqueles que estão ocupados conhecendo seu público-alvo têm mais probabilidade de entender o marketing certo e crescer mais rápido.



Para se juntar a eles, você deve mergulhar nos perfis, hábitos e comportamentos de seus clientes em potencial, a fim de aprender como atender e capitalizar sobre suas necessidades.


2. Crie uma identidade corporativa.

A identidade corporativa é indispensável para empresas de todos os tamanhos, desde pequenas empresas até grandes corporações.


Afinal, estamos falando da personalidade do seu negócio, que pode diferenciá-lo da concorrência e criar uma identidade entre seus clientes.


Portanto, se você tem uma identidade forte que aparece no logotipo, nos gráficos e nas mensagens de sua empresa, já está um passo à frente em marketing.


3. Invista em marketing digital.

O marketing digital é conhecido por suas estratégias eficazes e acessíveis que podem ser utilizadas por qualquer empresa ou empresário individual.


Muitas vezes, é a primeira escolha para pequenas empresas que buscam obter o máximo de seu orçamento.


Para começar no marketing online, você só precisa de um site e conhecimento de estratégias de links patrocinados, SEO (search engine optimization ou search engine optimization) e mídia social.


Por exemplo, no Google Ads, você pode criar anúncios com base em palavras-chave e pagar por cliques ou visualizações em seu site.



Se você preferir atrair visitantes sem pagar nada, otimize seu site para SEO para obter uma boa classificação nos resultados orgânicos do Google.


Nas redes sociais, por outro lado, existem muitas opções para promover e patrocinar posts de gestores intuitivos como Facebook Ads e Instagram Ads.


4. Aposte no endomarketing.

O marketing de entrada ou marketing de engajamento é outra ótima estratégia para pequenas empresas porque depende do engajamento dos consumidores por meio de conteúdo relevante.


Enquanto o marketing tradicional (externo) persegue os consumidores e “interrompe” suas atividades com publicidade, o marketing interno busca atrair as pessoas e aproximá-las do negócio por meio da obtenção de permissão para estabelecer contato.


Isso é alcançado por meio de otimização de mecanismos de pesquisa, marketing de conteúdo e estratégias de mídia social que envolvem os consumidores e fortalecem os relacionamentos.


Um dos usos clássicos do tráfego de entrada é criar uma página de destino e oferecer conteúdo exclusivo (como um e-book para download) em troca de dados do usuário, convertendo o visitante em um cliente potencial (lead).

A partir daí, você pode nutrir e medir leads com sua lista de e-mail. Apresentando novos conteúdos até a hora de chegar perto da venda.


5. Crie conteúdo exclusivo.

O marketing de conteúdo faz parte do mundo da caixa de entrada e também é um ótimo destino para pequenas empresas.


Isso porque requer pouco investimento e pode levar a ótimos resultados.


Com um blog da empresa simples e conteúdo rico (postagens de blog, e-books, white papers, etc.), você pode atrair muitos visitantes e gerar leads, o que aumenta as perspectivas de seu negócio.


Plano de marketing para pequenas empresas

Agora você está pronto para mergulhar em seu plano de marketing para pequenas empresas.


Siga as instruções passo a passo para criar o seu próprio.


1. Defina seus objetivos

Os objetivos são o ponto de partida para o seu plano de marketing e definem a direção que você deseja seguir.


  • Quer aumentar suas vendas?
  • Criando reconhecimento de sua marca?
  • Construindo um bom relacionamento com os clientes?


Aqui estão alguns exemplos de metas que você pode usar para orientar seu planejamento.


Você também deve detalhar e quantificar essas metas (por exemplo, aumentar as vendas do produto em 20%).


Assim, você explicará quais são os objetivos de marketing e o que precisa ser alcançado.


2. Identifique o seu comprador.

A persona do cliente é um personagem fictício que você cria para representar seu cliente ideal com base em informações reais de seu público-alvo.


Esse personagem precisa de sua própria personalidade, história de vida e objetivos para representar seu cliente e ajudá-lo a atendê-lo melhor.


Depois de coletar seus dados de público, o comprador deve ficar assim:


“Louis Philippe - 30 anos, solteiro, reside no Rio de Janeiro e é desenvolvedor de software. Ele combina um trabalho de desenvolvedor em uma startup com um projeto pessoal de código aberto e está planejando uma viagem ao redor do mundo. ”


Mais específico do que o seu público-alvo em geral, não é?


3. Correção de orçamento e métricas.

Como vimos, alocar 10% de sua receita para marketing pode ser um bom começo, mas você pode ajustar seu orçamento como achar melhor.


Além disso, o valor a ser gasto para cada meta, atividade ou período pode ser negociado.


Também é importante criar métricas para medir seu desempenho, por exemplo:

  • ROI (retorno sobre o investimento)
  • Número de vendas no período
  • taxa de conversão
  • NPS (Pontuação de promoção líquida).


Com essas dicas, você pode monitorar de perto os resultados de seus esforços de marketing e corrigir problemas ao longo do caminho.


Lembre-se de que muitas ferramentas online fornecem relatórios completos, como resultados de engajamento, cliques e perfil do público.


Isso inclui o Google Analytics, informações da página do Facebook e insights do Instagram.


4. Crie suas próprias estratégias

Depois de definir seus objetivos e conhecer bem o seu público, é hora de criar suas estratégias e táticas.


Aqui estão alguns exemplos de estratégias adequadas para pequenas empresas:


  • Crie um blog e invista em marketing de conteúdo
  • Crie ou atualize sua identidade visual (logotipo, materiais de comunicação)
  • Criação de anúncios online com links patrocinados
  • Investimentos em publicidade em mídia social
  • Crie um canal no YouTube e grave vídeos
  • Crie uma estratégia de marketing por e-mail para se conectar com os clientes
  • Otimize seu conteúdo para otimização de mecanismos de pesquisa (SEO) para aumentar o tráfego
  • Participação ou organização de eventos (conferências, seminário, conferência, etc.).


Como vimos, o mundo digital está repleto de oportunidades para melhorar sua performance de marketing com baixo custo e ótimos resultados.


Afinal, uma simples postagem no blog ou no Facebook pode alcançar mais pessoas na internet do que qualquer mídia offline.


5. Crie um plano de ação.

Finalmente, para dar vida às suas ideias, você precisa de um bom apelo à ação.


Basicamente, você precisará listar as atividades e metas associadas a cada meta e estratégia em seu plano.


Ao lado de cada tarefa, você deve incluir o responsável e o prazo para que todos saibam exatamente o que precisa ser feito, como e quando.


Também é importante ter um "Plano B" caso os planos não funcionem como você imaginou.


 


Este foi um resumo passo a passo das principais etapas do seu plano de marketing, com algumas ideias para promover o seu negócio dentro do orçamento.


Gosta de dicas de marketing para pequenas empresas? Se você tiver dúvidas ou ideias que deseja compartilhar, deixe seu comentário.










Postar um comentário











© Ver e Fazer. All rights reserved. Developed by Jago Desain