Google drive cheio Como resolver.







OMS Máscara: Instrução para fabricação de máscara de tecido





OMS destaca necessidade de máscaras no Brasil

A Organização Mundial da Saúde da instruções para fabricação de mascara de tecido em casa.




Máscara de tecido

Diretrizes de fabricação padrão da OMS para máscaras



A Organização Mundial da Saúde emitiu novas diretrizes para o uso e produção de máscaras de tecido 

A entidade incentiva todos a usarem máscaras em locais onde a distância social não é acessível. No entanto, o uso da máscara não está completo sem outras medidas de saúde pública, como o distanciamento social.


A empresa emitiu novas instruções sobre os materiais com os quais as máscaras de tecido devem ser feitas:


Idealmente, as máscaras devem consistir em pelo menos três camadas de tecido;

A camada externa deve ser feita de um material impermeável, como polipropileno, poliéster ou uma combinação de ambos;

A camada do meio deve atuar como um filtro e pode ser feita de um material sintético como o polipropileno ou uma camada adicional de algodão;

A camada interna deve ser feita de um material absorvente de água, como algodão.


Máscara de proteção caseira 

Descubra quais tecidos a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda para máscaras de pano feitas em casa.

De acordo com as novas recomendações da Organização Mundial da Saúde, as máscaras devem ser triplas, com tecidos diferentes.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o modelo de três camadas é superior às máscaras mais simples ou dupla-face. 


As recomendações para o uso de máscaras para reduzir o risco de infecção pelo novo vírus da gripe foram atualizadas em junho deste ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


A organização emitiu novas regulamentações enfocando o material e o método de fabricação de máscaras domésticas, que agora devem consistir em três camadas, além de três tecidos diferentes.


Para fornecer proteção satisfatória, cada máscara deve ter, idealmente, um forro de algodão para absorver a água e reter a umidade.


A camada externa deve ser feita de um tecido à prova d'água, como poliéster. E no meio deve haver uma camada que atua como um filtro. Nesse caso, o material mais adequado é o polipropileno, que é um tipo de fibra sintética.


Em uma entrevista coletiva, a epidemiologista da OMS Maria Van Kerkhove disse que o modelo de três camadas se mostrou superior às máscaras mais simples ou de dupla face.


"Com essas três camadas, esse tecido pode realmente fornecer uma barreira mecânica que, se alguém estiver infectado com o vírus da gripe, pode evitar que as gotículas passem e infectem outra pessoa", explicou.


A orientação é consistente com o que os profissionais de saúde têm revelado desde que muitos governos, incluindo o Brasil, começaram a incentivar a fabricação local.


Segundo a Organização Mundial de Saúde, as máscaras de tecido, sejam feitas em casa ou compradas, são indicadas para o público em geral, principalmente em áreas movimentadas como o transporte público.


Máscaras cirúrgicas


A Organização Mundial da Saúde destacou que as máscaras cirúrgicas, que oferecem maior grau de proteção, são destinadas apenas a determinados grupos ou grupos com alto risco de infecção ou transmissão.


Segundo a entidade, os públicos preferenciais para o uso de proteção cirúrgica são idosos, doentes crônicos, pessoas já infectadas com o novo vírus e com sintomas do gripe, profissionais de saúde e cuidadores de infectados.









Postar um comentário











© Ver e Fazer. All rights reserved. Developed by Jago Desain